sexta-feira, 8 de julho de 2011

Entenda bem meu amor!



Entenda bem:Não me veja tentando reatar uma história de amor já bastante espatifada (ou talvez sim,mas você não me deu chance e a coisa mais saudável que eu podia fazer era entrar noutra).Acontece que,com ou sem cama gosto profundamente de você.E você,faz tempo,não está me dando chance de gostar de você.Sem pedir coisa alguma,além de uma certa delicadeza um certo estar presente e não fugindo o tempo todo.
(...)

Fico pensando o dia inteiro e querendo saber das coisas,que você me escreva,me ligue,que você me diga qualquer coisa para que eu possa estar ao seu lado.Você não está permitindo isso (...)E eu não estou sabendo como agir.Entenda que eu quero estar com você,do seu lado,sabendo o que acontece.De repente,me passa pela cabeça que a minha presença ou a minha insistência pode talvez irritá-la.Desculpa,não insistirei mais.
(...)
Eu queria dizer que eu estava com você,e a menos que você não me suporte mais,continuaria te procurando e querendo saber das coisas.
(...)
Bobagens? Pois é,se quiser ria como você costuma rir pra se defender.Não estou me defendendo de nada.Estou perguntando a você se permite que eu tenha carinho por você,sua idiota.
(...)Pode ficar em silêncio se você tiver vontade.Mas estou aqui,continuo aqui não sei até quando, e quando se você quiser,precisar dê um toque.Te quero imensamente bem,fico pensando se dizendo assim,quem sabe,de repente,você acredita.Acredite.

Caio Fernando Abreu

Nenhum comentário:

Postar um comentário