terça-feira, 28 de junho de 2011

Atrás da Porta

Composição: Francis Hime/Chico Buarque

Quando olhaste bem nos olhos meus
E o teu olhar era de adeus
Juro que não acreditei, eu te estranhei
Me debrucei sobre teu corpo e duvidei
E me arrastei e te arranhei
E me agarrei nos teus cabelos
No teu peito, teu pijama
Nos teus pés ao pé da cama
Sem carinho, sem coberta
No tapete atrás da porta
Reclamei baixinho
Dei pra maldizer o nosso lar
Pra sujar teu nome, te humilhar
E me vingar a qualquer preço
Te adorando pelo avesso
Pra mostrar que ainda sou tua



Confesso



Confesso que às vezes me dão umas crises de choro que parecem não parar, um medo e ao mesmo tempo uma certeza de tudo que quero ser, que quero fazer. Confesso que você estava em todos esses meus planos, mas eu sinto que as coisas vão escorrendo entre meus dedos, se derramando, não me pertecendo. Estou realmente cansada. Cansada e cansada de ser mar agitado, de ser tempestade… quero ser mar calmo. Preciso de segurança, de amor, de compreensão, de atenção, de alguém que sente comigo e fale:“Calma, eu estou com você e vou te proteger! Nós vamos ser fortes juntos, juntos, juntos.” Confesso que preciso de sorrisos, abraços, chocolates, bons filmes, paciência e coisas desse tipo. Confesso, confesso, confesso. Confesso que agora só espero você.”

Caio Fernando Abreu

segunda-feira, 27 de junho de 2011

As Canções Que Você Fez Pra Mim


Composição: Roberto Carlos / Erasmo Carlos

Hoje eu ouço as canções que você fez pra mim
Não sei por que razão tudo mudou assim
Ficaram as canções e você não ficou
Esqueceu de tanta coisa que um dia me falou
Tanta coisa que somente entre nós dois ficou
Eu acho que você já nem se lembra mais

É tão difícil olhar o mundo e ver
O que ainda existe
Pois sem você meu mundo é diferente
Minha alegria é triste

Quantas vezes você disse, que me amava tanto
Tantas vezes eu enxuguei o seu pranto
Agora eu choro só, sem ter você aqui

Esqueceu de tanta coisa que um dia me falou
Tanta coisa que somente entre nós dois ficou
Eu acho que você já nem se lembra mais

É tão difícil olhar o mundo e ver
O que ainda existe
Pois sem você meu mundo é diferente
Minha alegria é triste

Quantas vezes você disse que me amava tanto
Quantas vezes eu enxuguei o seu pranto
E agora eu choro só sem ter você aqui

Me procure






Me procure quando eu desaparecer, resmungue por ciúmes, chore por saudade. Me ame de verdade, queira por vontade, abrace-me quando necessitar de segurança. Se esconda quando não der mais pra esconder a dor, venha ao meu encontro quando quiser conversar. Fale de amor, fale de dor ou ou algo que lhe dê muita saudade. Respire, transpire, me precise. Não deixe, mas deixe, faça de tudo um pouco, mas modere. Dê gargalhadas extremas, grite o nome de alguém, sorria sem medo. Me morda, me olhe, beija-me. Arranhe minhas costas, segure meus braços, deixa-me te acolher em meus braços. Durma comigo, cole ao meu lado, e durma tranquilo.  Me encoste na parede, e deixa eu te encostar também, me queira de todas as formas. Queira, sonha, realize. Segure minha mão, não corra em minha frente, corra ao meu lado. Faça uma história, uma história comigo.

Ser Feliz


Todas as noites ela ficava olhando pela janela. Via as pessoas passando, ouvia risadas e conversas. Ás vezes, seu olhar era dirigido aos céus, e ela apenas rezava. Outras, fechava seus olhos e sonhava acordada. Seu pedido ou seu sonho eram sempre o mesmo: Ser feliz. Tudo o que ela queria era ser feliz. Parecia simples. Mas a sua felicidade, dependia de tantas outras coisas. Pra começar, ela precisaria sair dali. O interior não era seu lugar. Segundo, ela precisava de alguém. E essa parte estava difícil. Terceiro, estava na hora de ser forte e lutar. Mas ela mal sabia por onde começar. Quarto, ela queria apoio. E ela não o tinha, não de onde deveria. Havia um longo caminho a ser percorrido, mas como fazê-lo? Ela não tinha a mínima ideia. Ela esperava por sinais, porém esses sinais nunca chegavam. Ela pensava em estratégias, mas nunca as colocava em prática. Ela queria esperar acontecer, e demorou muito para que ela percebesse que ela devia fazer acontecer. E mesmo sabendo disso, as coisas ainda eram complicadas. Qual caminho seguir? Ela não sabia sua trajetória, apenas tinha certeza do que queria como destino. E apesar de estar perdida entre a multidão, ela jamais se renderia. Demorasse o tempo necessário, ou até um pouco mais, não importava, ela chegaria ao final, ela conseguiria. Ela abriria suas asas e apenas voaria.
(Miss Lonely Heart)

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Pensando Em Nós Dois




Ivete)
Tava pensando em nós dois
Buscando um jeito inédito
Pra falar de amor
Nem reparei que o tempo passou
Sonhando, pensando, querendo
Meus olhos caçando você
Pensando, sonhando, querendo
Minha boca mirando você
Já é, suficientemente especial
Posso dizer
Que encontrei...
A cara metade que eu sempre busquei...
(Refrão)
Basta olhar pra você
Pra minha boca querer
Um beijo bis
Tenho a sorte de ter
Alguém como você
Sou feliz....
(Seu Jorge)
Tava pensando em nós dois
Buscando um jeito inédito
Pra falar de amor
Nem reparei que o tempo passou
Pensando, sonhando, querendo
Minha boca mirando você
Sonhando, pensando, querendo
Meus olhos caçando você
(Volta refrão)

Noah: Você poderia apenas ficar comigo?
 
Allie: Ficar com você? Pra quê? Olhe para nós, já estamos brigando !
 
Noah: Mas isso é o qu nós fazemos ! Nós brigamos ! Você diz que eu estou sendo um arrogante filho da puta, e eu te digo que você está sendo um pé no saco... o que você é, 99% do tempo. Eu não tenho medo de ferrir seus sentimentos, porque depois de dois segundos, você voltarar a ser um pé no saco.
 
Allie: Então o que?
 
Noah: Então não será fácil, será muito dificil. E nós teremos que trabalhar nisso todos os dias, mas eu quero isso, porque eu quero você. Eu quero você pra sempre. Você e eu, todos os dias.

Diario de uma paixao

Preciso aprender a ser mais egoísta




Preciso aprender a ser mais egoísta, mais eu, pensar mais em mim. O egoísmo não é ruim, não. Ele, bem dosado, é saudável e faz bem. Preciso aprender a ser mais individualista, só para não me frustrar tanto. Vivo de uma forma intensa e que muitas vezes me dói. Não posso cobrar essa intensidade toda de quem me rodeia. Penso em mim por último, coloco as prioridades do outro na minha frente. Não sei se amo do jeito certo. Mas existe uma forma certa? No amor, cada um tem seu jeito. A gente aceita se quiser. Decidi algumas coisas, não sei se são boas, acho que o futuro vai dizer. A hora é agora, tenho que aproveitar todas essas mudanças internas borbulhando. A gente não pode se anular e colocar o outro em primeiro lugar. Tem gente que não sabe amar. E muitos outros não entendem a nossa forma de amar. Ao invés de tentar explicar é melhor mudar tudo de vez. Vamos rasgar os planos, apagar os projetos de futuro, soltar os ombros, respirar fundo e começar do zero. Sem esperar nada. Sem expectativas, sem historinha bonitinha, sem diminutivos, sem intensidades, sem nada. Apenas com a coragem, um pouco de egoísmo e algum individualismo para fazer companhia. Vou me esforçar, prometo. 

Clarissa Corrêa.

quarta-feira, 22 de junho de 2011




Mais que a mim


Composição: Ana Carolina / Chiara Civelo

Ouvi dizer que você tá bem
Que já tem um outro alguém
Encontrei moedas pelo chão
Mas não vi ninguém pra me abraçar, me dar a mão

Eu chorei sem disfarçar
Quando vi seu carro passar
Vi todo amor que em mim ainda não passou
Eu já não sei bem aonde vou, mas agora eu vou

Tentei falar mas você não soube ouvir tente admitir
Tentei voltar e pude ver o quanto errei
Te amei mais que a mim
Ah, bem mais que a mim, mais que a mim

Ouvi dizer que você tá bem
Que já tem um outro alguém
Encontrei moedas pelo chão
Mas não vi ninguém pra me abraçar, me dar a mão

Eu chorei sem disfarçar
Quando vi seu carro passar
Vi todo amor que em mim ainda não passou
Eu já não sei bem aonde vou, mas agora eu vou

Tentei falar mas você não soube ouvir tente admitir
Tentei voltar e pude ver o quanto errei
Te amei mais que a mim
Ah, bem mais que a mim, mais que a mim

Então, não perca seu tempo comigo





Eu não sou um corpo que você achou na noite. Eu não sou uma boca que precisa ser beijada por outra qualquer. Eu não preciso do seu dinheiro. Muito menos do seu carro. Mas, talvez, eu precise dos seus braços fortes. Das suas mãos quentes. Do seu colo pra eu me deitar. Do seu conselho quando meu lado menina não souber o que fazer do meu futuro. Eu não vou te pedir nada. Não vou te cobrar aquilo que você não pode me dar. Mas uma coisa, eu exijo. Quando estiver comigo, seja todo você. Corpo e alma. Às vezes, mais alma. Às vezes, mais corpo. Mas, por favor, não me apareça pela metade. Não me venha com falsas promessas. Eu não me iludo com presentes caros. Não, eu não estou à venda. Eu não quero saber onde você mora. Desde que você saiba o caminho da minha casa. Eu não quero saber quanto você ganha. Quero saber se ganha o dia quando está comigo.

Caio Fernando Abreu