quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Trecho do filme:O fabuloso destino de Amelie Poulain



"São tempos difíceis para os sonhadores"



- Ela parece distante... talvez seja porque está pensando em alguém.

- Em alguém do quadro?

- Não, um garoto com quem cruzou em algum lugar, e sentiu que eram parecidos.

- Em outros termos, prefere imaginar uma relação com alguém ausente que criar laços com os que estão presentes.

- Ao contrário, talvez tente arrumar a bagunça da vida dos outros.

- E ela?
E a bagunça na vida dela?
Quem vai pôr ordem? '

Trecho do filme: Imagine Eu e Voce


- Me fale para ir. Me fale se é isso o que você quer, ai eu irei embora e você não vai me ver mais.
- É isso o que Você quer?
- Eu quero você.
- Luce…
- Eu sei.
- Eu não posso…
- Eu sei… Você vai ficar bem. Não se esqueça de mim.
- Eu não lembrarei de mais nada.

(Imagine Eu e Você)

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Para amar uma mulher

Para amar uma mulher é preciso saber escutar
cada sorriso.
Sejam abertos ou fechados,
ou apenas prenunciados.
Numa pluralidade, o valor singular.
Em seu disfarce ou sinceridade,
a forma da mulher se expressar:
Quando um “não” é dito como “sim” …

Para amar uma mulher é assim:
sinta cada fio
do seu cabelo.
Fronteira entre a força e a delicadeza
No toque macio,
enxergar a aspereza e as dores
que ela guarda dentro do peito
e querer saná-las de qualquer modo,
custe o que custar,
de qualquer jeito.

Para amar uma mulher
faça dela o primeiro plano, tua estrela.
Entre o universo de amigos,
aquele futebol, a televisão domingueira,
escolher ficar com ela, surpreende-la.
Até assumir um estilo romântico, Shakesperiano…
Sussurrar que a amará por duzentos anos,
a toda hora, a vida inteira.
Só um poeta e uma mulher sabem o poder das palavras….

Para amar uma mulher ainda que não a entendas,
aceita-a,
e a deita em teu colo no desespero
daquele choro sem motivo,
em exagero.
Elogia aquele batom que te convida,
daquele sem finalidades,
em despedida….
Perdoa suas fraquezas,
seu lado enciumado,
compreenda que neste campo mimado,
se a pisares, ela explodirá.

Para amar uma mulher, não é preciso esperar…
Ela já te espera, sabe que existes.

Para amar uma mulher
é necessário ser doce feito mel…
deixando-se deitar-se e lambuzar-se nele.

Para amar uma mulher,
basta fazer com que ela se sinta amada.

(Autor desconhecido)

Eu quero um amor assim


Eu quero alguém que me faz bem
Alguém que não me maltrate
Que só me dê carinho e beijinhos de amor

Que me traga flores no café da manhã
Que me acaricie com os melhores dos carinhos
Que me diga palavras bonitas
Que construa um amor inabalável

Que só de pensar em perder, chorar de medo
Que eu possa confiar de olhos fechado
Que entre nós não haja segredos e nem mentiras
Só cumplicidade

Eu quero um amor assim
Um alguém assim
Que pela manhã diga que me ama
E pela noite dizer que me quer para sempre
Que sem mim não consegue viver
E que nosso encontro não por acaso

Eu quero um amor assim
Confortante e perfumado
Que em dias chuvosos
Me aqueça nos seus braços

A.D




Desisto...

O cansaço me tomou,
Minhas forças se esvaíram...
Desisto!
Desisto de mostrar para você o meu amor...
Desisto de dizer,
de lhe buscar,
de ser ainda para você...
Desisto exercer o meu lado mulher,
Tão infinitamente sua...
De mostrar para você a rima da emoção,
Do amor pleno,
Da luta ...
Entreguei-me ...
Na consciência,
De não mais tê-lo...
Não posso buscar o nada,
a razão incontida,
no seu ser em você mesmo...
Tenho que retornar à vida,
mesmo sem você...
Tenho que ver novos tons,
pintar uma linda tela interior,
utilizando as cores com que a vida enfeita nossos olhos,
Tirar novas fotos de tudo,
Ver diferente...
Desisto de você,
Mas, não desisto de ser feliz...
Desisto do irrealizável,
Mas, não desisto do que ainda posso fazer.
Desisto de amar o vazio,
Mas não desisto de mim,
cheia de amor!!!!

Jane Lagares

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Do céu à terra.


É a mesma maldição que me persegue há tempos.
Em um dia como esse a auréola da lua me transformou em anjo.
Amor nunca vai me alcançar.
Eu desisto disso, ando sozinha por aqui.Tentando transformas axiomas em algo palpável.
Já chega!
Não se vire pra mim.
O nosso abraço vai doer, doer e quando eu perceber estarei jogada de novo na minha nuvem cinza.
Fazendo da chuva um pranto infinito.
Nesse cataclismo de sentimentos.
Nesse ódio justificado eu deixo minha despedida.
Para nunca mais alcançar você.

“Por favor”, é mais do que algo educado a ser pedir.
Estar coexistindo com você é algo insuportável.
Indigno.
Estigmas se fazem e percorrem essa pele tão cândida.
O espírito já está com um câncer de incredulidade tamanho.
Não há Julieta nessa história.
Há uma menina ensangüentada.
Uma menina que não foi amada.
Então “por favor...”
Descanse em paz.

Andie

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Porque?!

HOJE ESTOU MUITO TRISTE


Como eu gostaria que meu dia tivesse sido diferente
A tristeza é um sentimento que marca pelo vazio e...
Ah! Se eu pudesse dormir e acordar de um sonho ruim
E, saber que foi só um sonho, mas eu sei que não foi...
Por que será que tem dias que estamos tão sensíveis
Outros nos fazem tão fortes que nada nos atinge...
Oh! Mas hoje eu estou muito triste, já chorei, já sorri...
E sabe, parece que ninguém percebeu minha tristeza...
Como eu queria que alguém tivesse percebido, sentido...
Talvez se dividisse essa tristeza seria menos dolorido...
Será que é assim mesmo, será que eu queria isso mesmo...
Ah! Como é ruim sentir um vazio por dentro e ter que...
Ter que disfarçar, ter que sorrir, mesmo sem vontade de...
Mas eu sorri. Mesmo com vontade de chorar, pra que ser forte assim
Vai valer a pena, que vou ganhar com isso, pois se estou sofrendo...
Só de uma coisa eu tenho certeza, a vontade de escrever, de dividir...
Botar pra fora, extravasar para não explodir e o escrever me faz feliz...
Como é bom colocar nossos sentimentos através das letras e na forma do poema.
Hoje, vou dormir melhor, pois já não estou mais tão triste, a tristeza ficou no papel.

Clair Edelweiss

Coracao Partido...

E como doi!! :(
Espero, portanto, nunca ter “partido o coração” de quem quer que seja. O meu, todavia, já sofreu esse tipo de agressão inúmeras vezes (quem manda ser tão romântica e apaixonada! É o preço que se paga por isso) e posso testemunhar que doeu. E muito. Foi uma sensação horrível, não apenas de rejeição, mas se tratou de uma dor literalmente física e impossível de ser descrita.

Meu erro...

Sei que errei
O meu erro foi ter acreditado....
Que o presente não se tornaria um passado...
Que o futuro fosse constituido apenas de presentes
felizes....
Esquecir que nada é eterno
O amor me cegou, fez-me acreditar que meu futuro seria sempre belo...........
Ah!Destino que num desatino feriu meu coração...
Levou-me de volta para a ilusão...

A.D

TE AMAR DEMAIS É O MEU ERRO


Assim que vi você eu soube

Assim que senti o seu cheiro eu soube

Eu soube que te amaria como nunca amei na vida

E desde então é o que tenho feito a cada segundo da minha respiração

Te amar demais é o meu erro.

Chorar por alguém que me deixa de lado

Querer você ao meu lado mesmo quando seu coração está longe

Te amar demais é o meu erro.

Sei que seus pensamentos não param em mim

Sei que sua vida é livre

Seu amor é livre

Mas te amar demais é o meu erro.

Quando você me manda embora, eu não consigo ir

Quando seu olhar me despreza, eu não consigo ir

Não posso imaginar acordar e não ver você ao meu lado

Acordar e não sentir seus cabelos no meu rosto

Não posso suportar a solidão da sua ausência

Mesmo você não me amando mais

Eu não consigo ir

Basta você sorrir para mim que todas as mágoas somem

Basta você beijar meus lábios que o gosto amargo vai embora

Te amar demais é o meu erro.

Amar você é tão maravilhoso que chega doer

E como dói…

Não consigo ir sem olhar para trás

Jamais fui feliz como sou agora ou acho que sou

Te amar demais é o meu erro.

Não me odeie por não deixar você ir

Não me magoe por não deixar você ir

Eu não consigo ir e não posso deixar você ir

Meus sentimentos são egoístas, eu sei,

Mas simplesmente não consigo

Porque te amar demais é o meu erro.

Natália Alves

domingo, 14 de novembro de 2010

Como explicar o AMOR

Como explicar o AMOR

Autor: desconhecido



Contam que, uma vez, se reuniram os sentimentos e qualidades dos homens em um lugar da terra.

Quando o ABORRECIMENTO havia reclamado pela terceira vez, a LOUCURA, como sempre tão louca, lhes propôs:

- Vamos brincar de esconde-esconde?

A INTRIGA levantou a sobrancelha intrigada e a CURIOSIDADE, sem poder conter-se, perguntou: Esconde-esconde? Como é isso?

- É um jogo, explicou a LOUCURA, em que eu fecho os olhos e começo a contar de um a um milhão enquanto vocês se escondem, e quando eu tiver terminado de contar, o primeiro de vocês que eu encontrar ocupará meu lugar para continuar o jogo. O ENTUSIASMO dançou seguido pela EUFORIA.

A ALEGRIA deu tantos saltos que acabou convencendo a DÚVIDA e até mesmo a APATIA, que nunca se interessava por nada.

Mas nem todos quiseram participar.

A VERDADE preferiu não esconder-se, para quê? Se no final todos a encontravam?

A SOBERBA opinou que era um jogo muito tonto (no fundo o que a incomodava era que a ideia não tivesse sido dela) e a COVARDIA preferiu não arriscar-se.

- Um, dois, três, quatro... - começou a contar a LOUCURA.

A primeira a esconder-se foi a PRESSA, que como sempre caiu atrás da primeira pedra do caminho.

A subiu ao céu e a INVEJA se escondeu atrás da sombra do TRIUNFO, que com seu próprio esforço, tinha conseguido subir na copa da árvore mais alta.

A GENEROSIDADE quase não consegue esconder-se, pois cada local que encontrava lhe parecia maravilhoso para algum de seus amigos - se era um lago cristalino, ideal para a BELEZA; se era a copa de uma árvore, perfeito para a TIMIDEZ; se era o voo de uma borboleta, o melhor para a VOLÚPIA; se era uma rajada de vento, magnífico para a LIBERDADE. E assim, acabou escondendo-se em um raio de sol.

O EGOÍSMO, ao contrário, encontrou um local muito bom desde o início. Ventilado, cómodo, mas apenas para ele.

A MENTIRA escondeu-se no fundo do oceano (mentira, na realidade, escondeu-se atrás do arco-íris), e a PAIXÃO e o DESEJO, no centro dos vulcões.

O ESQUECIMENTO, não recordo-me onde escondeu-se, mas isso não é o mais importante.

Quando a LOUCURA estava lá pelo 999.999, o AMOR ainda não havia encontrado um local para esconder-se, pois todos já estavam ocupados, até que encontrou um roseiral e, carinhosamente, decidiu esconder-se entre suas flores.

- Um milhão - contou a LOUCURA, e começou a busca.

A primeira a aparecer foi a PRESSA, apenas a três passos de uma pedra. Depois, escutou-se a discutindo com Deus no céu sobre zoologia.

Sentiu-se vibrar a PAIXÃO e o DESEJO nos vulcões.

Em um descuido encontrou a INVEJA, e claro, pode deduzir onde estava o TRIUNFO.

O EGOÍSMO, não teve nem que procurá-lo. Ele sozinho saiu disparado de seu esconderijo, que na verdade era um ninho de vespas.

De tanto caminhar, a LOUCURA sentiu sede, e ao aproximar-se de um lago descobriu a BELEZA.

A DÚVIDA foi mais fácil ainda, pois a encontrou sentada sobre uma cerca sem decidir de que lado esconder-se.

E assim foi encontrando a todos.

O TALENTO entre a erva fresca; a ANGÚSTIA em uma cova escura;

a MENTIRA atrás do arco-íris (mentira, estava no fundo do oceano);

e até o ESQUECIMENTO, a quem já havia esquecido que estava brincando de esconde-esconde.

Apenas o AMOR não aparecia em nenhum local.

A LOUCURA procurou atrás de cada árvore, em baixo de cada rocha do planeta, e em cima das montanhas.

Quando estava a ponto de dar-se por vencida, encontrou um roseiral.

Pegou uma forquilha e começou a mover os ramos, quando no mesmo instante, escutou-se um doloroso grito.

Os espinhos tinham ferido o AMOR nos olhos.

A LOUCURA não sabia o que fazer para desculpar-se chorou, rezou, implorou, pediu perdão e até prometeu ser seu guia.

Desde então, desde que pela primeira vez se brincou de esconde-esconde na terra: O AMOR é cego e a LOUCURA sempre o acompanha.

Clip: No Doub - tIt's My Life



Essa É Minha Vida

Engraçado como eu me acho
Apaixonada por você
Se eu pudesse comprar meu raciocínio
Eu pagaria para perder
Uma metade não faria

Eu tenho perguntado para mim mesma o quanto
Você se entregou

Essa é minha vida
Não se esqueça
Essa é minha vida
Isso nunca acaba

Engraçado como eu me ceguei
Eu nunca soube
Se eu estava algumas vezes tocada de leve
Amedrontada para perder

Eu diria a mim mesma o bem que você me faz
Para me convencer

Essa é minha vida
Não se esqueça
Essa é minha vida
Isso nunca acaba

Eu perguntaria a mim mesma o quanto
Você se entregou

Essa é minha vida
Não se esqueça
Pega na multidão
Isso nunca acaba

Me convencer

Essa É minha vida
Não se esqueça
Essa É minha vida
Não se esqueça

Eu perguntaria a mim mesma
O quanto
você se entregou?

A vida É minha
Não se esqueça
Achada na multidão
Isso nunca acaba

A vida É minha
Não se esqueça
Achada na multidão
Isso nunca acaba

Trecho da Musica: I’m with you.

Estou parada na ponte, estou esperando no escuro. Eu pensei que você estaria aqui agora não há nada exceto a chuva, sem pegadas no chão, estou ouvindo mas não há som. Há alguém tentando me encontrar? Alguém virá me levar para casa? Está uma maldita noite fria, tentando entender essa vida, você não vai me levar pela mão? Leve-me para algum lugar novo. Eu não sei quem você é mas eu, eu estou com você. Eu estou com você. (I’m with you - Avril)



As peles...

Receitas pra fazer amor ...



...para fazer amor de verdade basta um dia como hoje. A chuva lá fora, a sessão da tarde rolando, um cobertor de orelha, uma trilha sonora do seu gosto, um sofá bagunçado ou uma cama gostosa, um monte de almofadas, travesseiros, edredons, talvez uma vela ali no canto, talvez a meia luz, um vinho, um pedaço de pizza de ontem, um moleton velho e o corpo quente por baixo.



... para fazer amor de verdade basta aquela pessoa com quem você se sente leve, aquela que te conhece, que sabe te tocar de um jeito todo especial, que te beija e faz você tremer, fechar os olhos e viajar, te faz derramar uma única lágrima de prazer ali no canto do olho, te provoca do jeito certo e te faz dizer coisas indizíveis, aquela que te leva para outros planos da vida, numa viagem que estremece o corpo, suga e revigora suas energias.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

TRISTE INCOMPREENSÃO



Todos nós aspiramos, à felicidade e, quando ela surge, poucos sabem compreendê-la.

Em nossa defeituosa mentalidade, julgamos sempre muito pouco aquilo que já temos e, nessa insatisfação permanente, desprezamos a maior beleza da vida que é justamente saber contentar-se com aquilo que se possui.

O grande mal da humanidade é julgar-se injustiçada, frustrada em suas aspirações; cada um de nós presume-se o mais digno do bem-estar, o mais indicado para as facilidades e as compreensões do mundo.

Exigimos sempre o melhor e o mais belo que, em nossa insensatez, é tudo aquilo que não poderá pertencer-nos.

Podemos ser amados, ricos, poderosos e saudáveis, porque sempre estaremos insatisfeitos, desejando mais alguma coisa.

Neste vasto mundo, existem tantas criaturas que sofrem e choram tanto ou mais do que nós e, como nós, desejam igualmente encontrar-se e completar-se.

Homens e mulheres no anseio de possuírem a felicidade, aniquilam toda a sua beleza porque sonham demais, idealizam quimeras, exigem absurdos, vibram apenas às emoções materiais.

Nós somos tão imperfeitos, que dificilmente encaramos com alegria a felicidade de outrem. Julgamos sempre que essa felicidade deveria ser para nós, que somos os melhores e os mais dignos seres da criação.

Pobre humanidade que procura o amor, a compreensão, o bem-estar e a alegria, dentro da indiferença, do egoísmo, da ociosidade e da inveja.

Nós sabemos apenas julgar os defeitos alheios, vibramos somente com os apelos da vaidade, da lisonja e do orgulho! No entanto, se pensássemos um pouco, se olhássemos para dentro de nós, veríamos que temos o máximo para o mínimo que merecemos!

Aquele que se julga infeliz é porque, em seu egoísmo, esquece a infelicidade dos outros; é porque alimentou dentro de si próprio esse monstro terrível da insatisfação; é porque, em sua triste incompreensão, deseja apenas aquilo que não lhe pertence.

É preciso encontrar a coragem necessária para analisarmos friamente nossas possibilidades, para compreendermos que todos os bens do mundo, os mais fabulosos tesouros da terra, seriam insuficientes para aqueles que, na insatisfação de si mesmos, não se contentam jamais!

Pessoas fracassadas...

Pessoas fracassadas sempre me dizem tudo de errado que aconteceu na vida delas e falam que acontecerá comigo também, caso eu tente. Só um aviso a todos: seu amor, suas amizades e nada da sua vida é igual a de ninguém! Só porque o namorado de fulana a traiu, não quer dizer que o o seu, necessariamente fará o mesmo. Homem não é tudo igual, mulher não é tudo igual, pessoas não são iguais. A vida de ninguém é igual.

Dawson's Creek


Rifa-se um coração...

Rifa-se um coração quase novo. Um coração idealista. Um coração como poucos. Um coração à moda antiga. Um coração moleque que insiste em pregar peças no seu usuário. Rifa-se um coração que na realidade está um pouco usado, meio calejado, muito machucado e que teima em alimentar sonhos e, cultivar ilusões. Um pouco inconseqüente que nunca desiste de acreditar nas pessoas. Um leviano e precipitado coração que acha que Tim Maia estava certo quando escreveu… “…não quero dinheiro, eu quero amor sincero, é isso que eu espero…”. Um idealista…Um verdadeiro sonhador…

Rifa-se um coração que nunca aprende. Que não endurece, e mantém sempre viva a esperança de ser feliz, sendo simples e natural. Um coração insensato que comanda o racional sendo louco o suficiente para se apaixonar. Um furioso suicida que vive procurando relações e emoções verdadeiras. Rifa-se um coração que insiste em cometer sempre os mesmos erros. Esse coração que erra, briga, se expõe. Perde o juízo por completo em nome de causas e paixões. Sai do sério e, às vezes revê suas posições arrependido de palavras e gestos. Este coração tantas vezes incompreendido. Tantas vezes provocado. Tantas vezes impulsivo.

Rifa-se este desequilibrado emocional que abre sorrisos tão largos que quase dá pra engolir as orelhas, mas que também arranca lágrimas e faz murchar o rosto. Um coração para ser alugado, ou mesmo utilizado por quem gosta de emoções fortes. Um órgão abestado indicado apenas para quem quer viver intensamente contra indicado para os que apenas pretendem passar pela vida matando o tempo, defendendo-se das emoções. Rifa-se um coração tão inocente que se mostra sem armaduras e deixa louco o seu usuário. Um coração que quando parar de bater ouvirá o seu usuário dizer para São Pedro na hora da prestação de contas: “O Senhor pode conferir. Eu fiz tudo certo, só errei quando coloquei sentimento. Só fiz bobagens e me dei mal quando ouvi este louco coração de criança que insiste em não endurecer e, se recusa a envelhecer”

Rifa-se um coração, ou mesmo troca-se por outro que tenha um pouco mais de juízo. Um órgão mais fiel ao seu usuário. Um amigo do peito que não maltrate tanto o ser que o abriga. Um coração que não seja tão inconseqüente. Rifa-se um coração cego, surdo e mudo, mas que incomoda um bocado. Um verdadeiro caçador de aventuras que ainda não foi adotado, provavelmente, por se recusar a cultivar ares selvagens ou racionais, por não querer perder o estilo. Oferece-se um coração vadio, sem raça, sem pedigree. Um simples coração humano. Um impulsivo membro de comportamento até meio ultrapassado. Um modelo cheio de defeitos que, mesmo estando fora do mercado, faz questão de não se modernizar, mas vez por outra, constrange o corpo que o domina. Um velho coração que convence seu usuário a publicar seus segredos e a ter a petulância de se aventurar como poeta…

Clarice Lispector

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

O QUE É SUCESSO?!


Aos 02 anos sucesso é: conseguir andar.


http://3.bp.blogspot.com/_mix3yerJ-dY/THEd_XtCKUI/AAAAAAAAAU8/kcALq73Xs60/s200/456411.gif

Aos 04 anos . sucesso é: não fazer xixi nas calças.


http://3.bp.blogspot.com/_mix3yerJ-dY/THEeJ7mgHgI/AAAAAAAAAV0/6ezNetUv2tg/s200/imagem.JPG

Aos 12 anos . sucesso é: ter amigos.


http://3.bp.blogspot.com/_mix3yerJ-dY/THEeNkM16oI/AAAAAAAAAWM/vcQULEXXKIQ/s200/quando-os-filhos-podem-viajar-com-os-amigos-57-36.jpg

Aos 18 anos . sucesso é: ter carteira de motorista.

http://2.bp.blogspot.com/_mix3yerJ-dY/THEeO627zRI/AAAAAAAAAWU/V-G41TVbrfk/s200/Renova%C3%A7%C3%A3o-CNH-Poupatempo.jpg

Aos 20 anos . sucesso é: fazer sexo.


http://3.bp.blogspot.com/_mix3yerJ-dY/THEeDhGRIoI/AAAAAAAAAVU/6B6exNe_kbo/s200/amor.jpg

Aos 35 anos . sucesso é: dinheiro.


http://3.bp.blogspot.com/_mix3yerJ-dY/THEeIWN-fxI/AAAAAAAAAVs/h1-qN5ce7KQ/s200/empreendedor.jpg

Aos 50 anos . sucesso é: dinheiro.


http://2.bp.blogspot.com/_mix3yerJ-dY/THEeMEzmWPI/AAAAAAAAAWE/teDwIRwr3Bs/s200/livro-o-empreendedor-roberto-justus1.jpg

Aos 60 anos . sucesso é: fazer sexo.


http://4.bp.blogspot.com/_mix3yerJ-dY/THEeQUy7lII/AAAAAAAAAWc/eXWJ2cAzS8Y/s200/terceira_idade_2_jpg.gif

Aos 70 anos . sucesso é: ter carteira de motorista.


http://1.bp.blogspot.com/_mix3yerJ-dY/THEeE9jCp2I/AAAAAAAAAVc/Z3tXzBeHdcQ/s200/Carteira+de+motorista.jpg

Aos 75 anos . sucesso é: ter amigos.


http://1.bp.blogspot.com/_mix3yerJ-dY/THEeRbAg3pI/AAAAAAAAAWk/B8AhPQeMlAU/s200/terceira-idade-internet.jpg

Aos 80 anos .. sucesso é: não fazer xixi nas calças.


http://3.bp.blogspot.com/_mix3yerJ-dY/THEeGbGy7oI/AAAAAAAAAVk/bPBih2sPEvY/s200/d624f5f4fda475c1ecc99da51bd28de0.jpg

Aos 90 anos . sucesso é: conseguir andar.


http://3.bp.blogspot.com/_mix3yerJ-dY/THEeAhmFd_I/AAAAAAAAAVE/HOQSA36khTc/s200/54277886_1.jpg

ASSIM É A VIDA....

"...NÃO LEVAMOS NADA DESSA VIDA, PARA QUE PERDER TEMPO COM MALDADE, COM FALSIDADE, COM FALTA DE AMOR...

TODOS TEREMOS O MESMO DESTINO, INDEPENDENTEMENTE DA CONDIÇÃO FINANCEIRA, DA CLASSE SOCIAL; PORTANTO , AME , BRINQUE , PERDOE E APROVEITE A VIDA....
SEJA FELIZ"




Enviado por e-mai pela minha Amiga Magali A. S. Toledo



Medo...

Necessito...


Necessito de uma conversa. Necessito de um sorriso. Necessito de um abraço. Necessito de bons conselhos. Necessito de sentimentos reais, todos os dias. Necessito correr na chuva. Necessito voltar no tempo. Necessito ser compreendida. Necessito compreender. Necessito realizar meus sonhos. Necessito de incentivo. Necessito de uma guerra de travesseiros. Necessito de sinceridade. Necessito chorar muito. Necessito rir muito. Necessito fugir por um dia, sem precisar dar satisfações à ninguém. Necessito me entregar. Necessito de coragem. Necessito de elogios. Necessito matar as saudades. Necessito estar certa de que alguém me ama por completo. Necessito de motivação. Necessito de paz. Necessito esquecer de tudo que seja ruim, e só manter em minha mente os momentos bons, nem que seja só por um instante. Necessito amar. Necessito de compaixão. Necessito observar o pôr-do-sol. Necessito ser livre. Necessito desabafar. Necessito reencontrar aqueles amigos antigos, que eu não vejo há tempos, e que marcaram a minha vida. Necessito dormir ao ar livre, coberta pelas estrelas. Necessito correr pela praia, e sentir o vento bater ferozmente em meu rosto. Necessito saber ouvir. Necessito de pelo menos um dia totalmente perfeito. Necessito que alguém me fale que tudo vai ficar bem, e que no final, vai valer a pena. Necessito saber o que eu mais necessito. Necessito de alguém. Necessito de você. Necessito de tanto, mas ao mesmo tempo, de tão pouco.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Como se mede uma pessoa?


Como se mede uma pessoa? Os tamanhos variam conforme o grau de envolvimento. Ela é enorme pra você quando fala do que leu e viveu, quando trata você com carinho e respeito, quando olha nos olhos e sorri destravado. É pequena pra você quando só pensa em si mesmo, quando se comporta de uma maneira pouco gentil, quando fracassa justamente no momento em que teria que demonstrar o que há de mais importante entre duas pessoas: a amizade. Uma pessoa é gigante pra você quando se interessa pela sua vida, quando busca alternativas para o seu crescimento, quando sonha junto. É pequena quando desvia do assunto. Uma pessoa é grande quando perdoa, quando compreende, quando se coloca no lugar do outro, quando age não de acordo com o que esperam dela, mas de acordo com o que espera de si mesma. Uma pessoa é pequena quando se deixa reger por comportamentos clichês. (…) Não é a altura, nem o peso, nem os músculos que tornam uma pessoa grande. É a sua sensibilidade sem tamanho.

Martha Medeiros

Querido, diário.



Querido, diário.

As vezes acho que estou sozinho no mundo. Sabe, as vezes as pessoas te ouvem por esporte, por falta do que fazer ou por hobby. Eu falo e elas simplesmente não me entendem. Será que são analfabetos funcionais? Será que preciso dizer “por favor, só me abrace e diga que tudo ficará bem”? É, diário, acho que você é o único que me ouve, ou, pelo menos, não mostra total desinteresse pelo que te digo. Eu grito. Meus olhos gritam. Eles não ouvem? Eu ouço! Você ouve, não ouve?

Talvez você seja o único que se importe comigo de verdade.

A.D

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Quero voltar na época...


Quero voltar na época da minha vida na qual eu via meninas/meninos lindos e não me abalava. Eu não amava e não fazia questão de ser amado. Caia na gargalhada vendo Barney e meninas super poderosas. A época em que eu achava que personagem e ator eram um só e que eu colocava um óculos no rosto, deixava-o cair até abaixo da boca e dizia ser um estetoscópio. Só chorava de pirraça e quando apanhava. Beijar na boca? ECA! Odiava aquelas criancinhas taradas que gostavam de brincar de papai e mamãe. Adorava brincar de fazer comida de areia, massagista e não comia muitas coisas verdes. Criava aquele tamagoshi como se fosse um filho, alimentava-o, o colocava pra praticar esportes, estudar… e no final das contas ele morria. Eu reclamava e depois reiniciava o joguinho, com um mega sorriso. Pra mim, bebês vinham de cegonhas, e, era realmente o papai noel que me deixava presentes no natal. Ih, eu amava brincar de escolinha com meus amigos imaginários. Tinha até lista de chamada, livros, cadernos.

Agora tudo está ao contrário: adolesci. E agora?

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Para se roubar um coracao...


É preciso que seja com muita habilidade, tem que ser vagarosamente, disfarçadamente, não se chega com ímpeto, não se alcança o coração de alguém com pressa. Tem que se aproximar com meias palavras, suavemente, apoderar-se dele aos poucos, com cuidado. Não se pode deixar que percebam que ele será roubado, na verdade, teremos que furtá-lo, docemente.



CONQUISTAR um coração de verdade dá trabalho, requer paciência, é como se fosse tecer uma colcha de retalhos, aplicar uma renda em um vestido, tratar de um jardim, cuidar de uma criança. É necessário que seja com destreza, com vontade, com ENCANTO, carinho e sinceridade.



Para se conquistar um coração definitivamente tem que ter garra e esperteza, mas não falo dessa esperteza que todos conhecem, falo da esperteza de sentimentos, daquela que existe guardada na alma em todos os momentos. Quando se deseja realmente conquistar um coração, é preciso que antes já tenhamos conseguido conquistar o nosso, é preciso que ele já tenha sido explorado nos mínimos detalhes, que já se tenha conseguido conhecer cada cantinho, entender cada espaço preenchido e aceitar cada espaço vago.



E então, quando finalmente esse coração for conquistado, quando tivermos nos apoderado dele, vai existir uma parte de alguém que seguirá conosco. Uma METADE de alguém que será guiada por nós e o nosso coração passará a bater por conta desse outro coração. Eles sofrerão altos e baixos sim, mas com certeza haverá instantes, milhares de instantes de alegria. Baterá descompassado muitas vezes e sabe por quê? Faltará a metade dele que ainda não está junto de nós. Até que um dia, cansado de estar dividido ao meio, esse coração chamará a sua outra parte e alguém por vontade própria, sem que precisemos roubá-la ou furtá-la nos entregará a metade que faltava...



E é assim que se rouba um coração, fácil não? Pois é, nós só precisaremos roubar uma metade, a outra virá na nossa mão e ficará detectado um roubo então! E é só por isso que encontramos tantas pessoas pela vida a fora que dizem que nunca mais conseguiram amar alguém... É simples... é porque elas não possuem mais coração, eles foram roubados, arrancados do seu peito, e somente com um GRANDE AMOR ela terá um novo coração, afinal de contas, corações são para serem divididos, e com certeza esse grande amor repartirá o dele com você!...



LUIS FERNANDO VERÍSSIMO

Ciclo Triste!

Ciclo:
Meninos traem suas namoradas. Estas, revoltadas, resolvem que nenhum homem presta e passam a tratá-los como segundo plano. Algumas dessas meninas traem seus namorados que conseguiram depois de serem traídas e, esses meninos traídos estavam apaixonados. Os meninos traídos se revoltam e resolvem que uma mulher só não dá. Daí, estamos de volta ao início.

Novo Horizonte.




[
…]

O caminho segue errante e irregular, mas dessa vez os passos são só meus.Sim, livre. No entanto, essa mesma liberdade acaba nos amarrando a uma intensa e incessante necessidade de ter antigas sensações, retornar a prazeres que antes nos eram rotineiros. Quando menos percebemos, já estamos novamente atando o nó do nosso barco em algum outro cais. De novo? Isso é normal.

Estamos sempre, mesmo que imperceptivelmente, procurando conexões. É instintivo dividir sensações, compartilhar momentos, comungar histórias com outras pessoas. O único período em que sentimos dor é o momento em que estamos no vácuo de uma transição de histórias. A última página do capítulo parece pesar uma tonelada, às vezes, mas ela precisa ser virada a qualquer custo, e um outro par de mãos pode ajudar nessa tarefa. A gente sai de cena com as roupas rasgadas, bolsos vazios e a mente confusa, sem saber como fomos parar ali. Mas e se pudéssemos jogar todos os livros fora e carregar conosco apenas a página do agora? É tão comum a gente se apegar ao passado e viver numa réplica dele, na ilusão de que estamos andando pra frente… no entanto, se tivéssemos realmente sido felizes no processo, jamais teríamos mudado. Então a gente muda. Mas o problema é que a gente muda sentindo medo demais. A gente navega perto da costa, esquecendo-se de que poderia ser bom perder o horizonte, seguir a vontade da corrente e atracar na próxima ilha. Por mais que ela demore a surgir no infinito, ela é nova, e a gente chegou lá sem bússola.

[…]

A.D

domingo, 7 de novembro de 2010

Na Terra do Nunca


Na Terra do Nunca, a gente pode ser o que quiser: pirata, mocinho, bandido, sereia, fada, príncipe encantado… E pode trocar de papel sempre que a imaginação mandar. Na terra do nunca, coisas boas acontecem… e, mesmo quando as coisas parecem cinza e sem graça, tudo é magia e encantamento! Sonho e fantasia. A gente se apaixona e é pra sempre. Lá, tudo é intenso e arrebatador! Na Terra do Nunca, a gente pode confiar nos outros de olhos fechados. Você pode dizer a verdade e esquecer os disfarces! Pode se jogar no abismo e descobrir que pode voar… Na Terra do Nunca a gente pode brincar, dançar e fazer de conta o tempo inteiro! E, lá, o tempo não tem a mínima pressa de passar. Hipocrisia e falsidade, os seus valores são dinheiro e poder… Se isso é ser adulto, eu nao quero crescer !

Peter Pan

Quando uma garota...

Quando uma garota está quieta,
Milhões de coisas estão passando em sua mente.
Quando uma garota não está discutindo,
Ela está pensando profundamente.
Quando uma garota te olha com os olhos cheios de perguntas,
Ela está se perguntando quanto tempo você vai estar por perto.
Quando uma garota responde “estou bem” após alguns segundos,
Ela não está.
Quando uma garota olha para você,
Ela está se perguntando por que você está mentindo.
Quando uma garota estabelece em seu peito,
Ela está desejando para você ser dela para sempre.
Quando uma garota te chama todos os dias,
Ela está em busca de sua atenção.
Quando uma garota quer vê-lo todos os dias,
Ela quer ser mimada.
Quando uma garota diz “eu te amo”,
Ela está dizendo a verdade.
Quando uma garota diz que ela não pode viver sem você,
Ela compôs sua mente que você é o seu futuro.
Quando uma garota diz “sinto a sua falta”,
Ninguém neste mundo pode perder mais do que você. Pode ter certeza, ela está sofrendo muito, a saudade corroe todos os nosso ossos, e vai tomando conta das nossas vidas.


P.S.: Te Amo


Querida Holly, Eu não tenho muito tempo, não digo literalmente, é que você foi comprar sorvete e vai voltar logo! Mas tenho a impressão de que é a última carta, porque só resta uma coisa pra dizer, não é para se lembrar sempre de mim ou comprar um abajur, você pode se cuidar sem a minha ajuda, é para dizer como você mexeu comigo, como você me ajudou me amando, você fez de mim um homem, Holly. E por isso eu sou eternamente grato, literalmente. Se pode me prometer alguma coisa, prometa que sempre que se sentir triste ou insegura ou perder completamente a fé, vai tentar olhar para si mesma com meus olhos. Obrigado pela honra de ter você como esposa, eu não tenho o que lamentar, tive muita sorte. Você foi a minha vida Holly, mas eu sou apenas um capítulo da sua, haverá mais, eu prometo, portanto aqui vai o meu grande conselho: não tenha medo de se apaixonar de novo, fique atenta àquele sinal de que não haverá mais nada igual.

P.S.: Eu sempre vou te amar.

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Dizem que para o amor chegar não há dia...


Dizem que para o amor chegar não há dia...
Não há hora...E nem momento marcado para acontecer.
Ele vem de repente e se instala no mais sensível dos nossos órgãos... o coração.
Sei também que este momento não pode ser determinado pelas pessoas, e quando chega, quase sempre os sintomas são arrebatadores.
Vira tudo às avessas e a bagunça feliz se faz instalada.
Quando duas almas se encontram o que realça primeiro não é a aparência física, mas a semelhança das almas.
Elas se compreendem e sentem falta uma da outra.
Se entristecem por não terem se encontrado antes, afinal tudo poderia ser tão diferente.
No entanto sabem que o caminho é este e que não haverá retorno para as suas pretensões.
É como se elas falassem além das palavras.
Entendessem a tristeza do outro, a alegria e o desejo mesmo estando em lugares diferentes. Quando almas se entrelaçam passam a sentir saudade uma da outra em um processo contínuo de reaproximação... até a consumação.
Almas que se encontram podem sofrer bastante também, pois muitas vezes tais encontros acontecem em momentos onde não mais podem extravasar toda a plenitude do amor que carregam, toda a alegria de amar... E de querer compartilhar a vida com o outro, toda a emoção contida à espera do encontro final.
Desejam coisas que se tornam quase impossíveis, mas que são tão simples de viver.
Como ver o pôr-do-sol ou de caminhar por uma estrada com lindas árvores.
Ver a noite chegar, ir ao cinema e comer pipocas, acompanhar a bandinha de música imitando o maestro, rir e brincar, brigar às vezes, mas fazer as pazes com um jeitinho muito especial.
Amar e amar, muitas vezes sabendo que logo depois poderão estar juntas de novo sem que a despedida se faça presente.
Mais sabemos que muitas vezes elas se encontram em um tempo e em um espaço diferente do que suas realidades possam permitir.
Mas depois que se encontram ficam marcadas, tatuadas e ainda que nunca venham a caminhar lado a lado....para sempre juntas... jamais conseguirão se separar.
E o mais importante irão se encontrar em algum lugar. Almas que se encontram jamais se sentirão sozinhas, porque entenderão, por si só, a infinita necessidade, que têm uma da outra para toda a eternidade.

Autor desconhecido