sábado, 30 de abril de 2011

10 coisas idiotas que você com certeza já fez alguma vez na vida! Parte I

  1. Fingir que Tic Tac é cápsula de remédio.
  2. Apostar corrida com o locutor da tele-sena no comercial falando os números sorteados.
  3. Desenhar um relógio no braço quando era criança.
  4. Tampar o ralo do chão do banheiro pra fazer uma piscininha.
  5. Comer Trident com papel porque "papel de Trident é comestível"
  6. Fazer a proeza de enfiar o dedo no próprio olho sem querer
  7. Ficar entortando aquele lápis verde, e quebrar.
  8. Apostar corrida de gotas na janela do carro quando tá chovendo.
  9. Sonhar que foi pra aula pelado, ou sem uma parte da roupa.
  10. Apagar tudo que estava escrevendo, quando vê que a outra pessoa está digitando alguma coisa no MSN.

quinta-feira, 28 de abril de 2011



Jack: Porque você quer fazer isso?
David: .. Porque eu amo ela, ok? Eu amo ela ..
[David olha para Elizabeth]
David: Eu amo você ..
Elizabeth: Ninguém nunca me disse isso antes.

Filme: E se fosse verdade

Geografia Feminina X Geografia Masculina


A Geografia Feminina

Até os 13 anos é como o Japão: Cheia de brinquedos;
Entre 13 e 17 anos, a mulher é como a Antártida: Misteriosa e com quase todas as regiões ainda não exploradas;
Entre 18 e 25 anos, a mulher é como uma mina: todo mundo mete a pá;
Entre 26 e 35, a mulher é como a América do Norte: moderna, desenvolvida, civilizada e aberta a negociações em troca de muito dinheiro;
Entre 36 e 40, é como a Índia: muito quente, relaxada e consciente da sua própria beleza;
Entre 41 e 50, a mulher é como a França: envelhecida, mas ainda desejável de se visitar;
Entre 51 e 60, é como a Iugoslávia: perdeu a guerra, é atormentada por fantasmas do passado, mas se empenhando na reconstrução;
Entre 61 e 70, ela é como a Amazônia: espaçosa, com fronteiras sem patrulha. A floresta oculta poucos tesouros;
Entre 71 e 80, a mulher é como a Mongólia: com um passado glorioso de conquistas, mas com poucas esperanças no futuro;
Depois dos 81, ela é como o Afeganistão: todos sabem onde está, mas ninguém quer ir até lá.

A Geografia Masculina

Entre 0 e 110 anos, o homem é como Cuba: governado por um só membro.


 

domingo, 24 de abril de 2011

Eu amo...


"Eu amo que você sinta frio quando está fazendo 21º lá fora. Amo que você leve uma hora e meia para escolher um sanduíche. Eu amo a ruguinha que você faz no nariz quando está olhando pra mim como se eu fosse maluco. Amo que, depois de ter passado o dia com você, eu possa continuar sentindo o seu perfume nas minhas roupas. E amo que você seja a última pessoa com quem eu quero falar antes de dormir à noite. E não é porque estou sozinho, e nem porque é noite de ano novo. Eu vim aqui esta noite porque quando você descobre que quer passar o resto da sua vida com alguém, você deseja que o resto de sua vida comece o mais rápido possível."

(Harry e Sally - Feitos um para o Outro)

quinta-feira, 21 de abril de 2011

MANIFESTO: QUERO MEU LADO MULHERZINHA DE VOLTA!


Primeiramente devo dizer: a culpa não é de ninguém.
Não me atirem pedras, nem queimem meus sutiãs que me são tão raros, caros e meus.
Ando pensando muito na questão ying/yang na sociedade e dentro de ...nós e o que eu vejo não são mulheres independentes e felizes com seus novos papéis, nem homens satisfeitos com um ter-que-ser que não combina com seus antigos moldes.
O que enxergo são homens e mulheres perdidos e insatisfeitos, loucos por colo e amor, e loucos de saudade.
Eu quero ser mulher de novo, estou cansada de virar homem tantas vezes ao dia, tendo que resolver a vida e o mundo.
Tenho que trabalhar, pagar contas, impostos, saber tudo sobre contabilidade, escrever, recitar Vinicius, ter uma bunda dura, um cabelo macio, quinhentos e cinqüenta e cinco cheiros gostosos pelo corpo, pés e mãos bem feitos, saber o que está passando no cinema, ler de Sartre a Vogue, ajudar a família e amigos, colocar os quadros novos na parede, responder e-mails e estar Linda e com a pele fresca para quando aquela pessoa que você joga charme há meses te chamar pra sair.
Ok, você toma banho em segundos, reclama com sua mãe enquanto procura o que vestir (a eterna dúvida do primeiro encontro) e tenta se focalizar em ser mulher.
Apenas mulher.
E o interfone toca e você está com duas blusas na mão, nenhum sapato no pé e uma interrogação bem no meio DA maquiagem.
O espelho não mente: você está ligeiramente Linda, confusa e cansada.
Mas pega a bolsa e vai...(afinal, arriscar é viver).
No caminho você pensa, enquanto passa o batom: o mundo está invertido ou será que sou eu?
E você não encontra respostas mas encontra o cara.
Parado.
Mudo.
Com um olhar bonito e alguma expressão que você não entende.
Aí tem a mesma imagem de minutos atrás.
Vê o ponto de interrogação bem no meio DA cara dele.
O cara não sabe o que fazer.
Não sabe se abre a porta do carro, se escolhe o restaurante, se te beija, se te come ou manda embrulhar, se manda flores no dia seguinte, se conversa sobre poesia, sobre filhos ou musculação, tudo porque ele está na dúvida se você vai achar lindo ou se vai rir na cara dele.
Tudo porque ele está perdido, mas...caramba, você também está!
Não sabe se ele tem a mente aberta como aparenta ou se é mais careta que seu tio.
E ninguém se percebe.
O cara te acha inteligente, gostosa, divertida, e acha que você é moderna demais pra gostar de uma mensagem fofa no dia seguinte.
Meninos, é mentira.
A gente gosta.
Tem gente que pode não gostar, mas eu gosto.
Vivemos num momento de transição e conflitos, mas FICA difícil de entender.
Nada mais normal.
Eu, por exemplo, trabalho, tenho minha Casa, sou forte por acaso, mas tenho meu lado mulherzinha que não me deixa.
Sou emotiva, sensível, choro à toa, rodo a baiana mas espero o telefone tocar, tenho meus nhem nhem nhens e estou cansada.
Cansada de ser racional.
Cansada de ser ´bem resolvida´, cansada de tomar a iniciativa, cansada de ser homem em cima do salto.
Por isso, em Nome do meu equilíbrio,
DA falsa modernidade e dessa bagunça que virou um simples abrir-e-fechar de portas, eu me atrevo a dizer: toda mulher tem seu lado mulherzinha.
Rapazes, sejam fortes e persistentes, nós somos complicadas, mas contamos com vocês!´


Autoria: Marta Medeiros

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Permita-se.




Cansei de quem gosta como se gostar fosse mais uma ferramenta de marketing. Gostar aos poucos, gostar analisando, gostar duas vezes por semana, gostar até as duas e dezoito. Cansei de gente que gosta como pensa que é certo gostar. Gostar é essa besta desenfreada mesmo. E não tem pensar. E arrepia o corpo inteiro, mas você não sabe se é defesa para recuar ou atacar. Eu eu gosto de você porque gostar não faz sentido.

Permita-se. Se você acha que no fundo mesmo, apesar de todas essas reuniões e palavras em inglês que só querem dizer que você não sabe o que está falando, o que importa é ter pra quem mostrar que saiu o arco-íris. Permita-se. Porque eu não quero que você tenha essa pressa ao ponto de ajudar com as próprias mãos. Eu quero que você sinta esse prazer que chega aos poucos. E mata tudo que há em volta. E explode os relógios. E chega aos poucos ainda que você ainda não saiba nem quem é pouco e nem quem é lento. Porque você morre. Se você prefere a vida quando se morre um pouco por alguém. permita-se.

Eu não faço a menor idéia de como esperar você me querer. porque se eu esperar, talvez eu não te queira mais.

Eu não queri ir embora e esperar o dia seguinte. porque cansei dessa gente que manda ter mais calma. E me diz que sempre tem outro dia. E me diz que eu não posso esperar nada de ninguém. E me diz que eu preciso de uma camisa de força. Se você puder sofrer comigo a loucura que é estar vivo. se você puder passar a noite em claro comigo de tanta vontade de viver esse dia sem esperar o outro, se você puder esquecer a camisa de força e me enrroscar no seu corpo para que duas forças loucas tragam algum aquilibrio. Se você puder ser alguém de quem se espera algo, afinal, é uma grande mentira viver sozinho, permita-se. Eu só queria alguém pra vencer comigo esses dias terrivelmente chatos.”
 
Tati Bernardi

sexta-feira, 8 de abril de 2011

10 mentirinhas básicas que as mulheres contam!

Segue abaixo uma pequena lista das 10 mentirinhas básicas que a mulherada anda falando por aí! Sem maldade, sem frescura, só por pura necessidade!


1º Estou cheia de coisas para fazer, depois a gente faz! (vai!)
Mentira nós mulheres sempre temos tempo para tudo, conseguimos ser mãe, dona de casa e trabalhar fora por dois turnos e ainda ficarmos bonitas, basta está com vontade de verdade.


2º Nem tinha reparado!
Claro que reparou, notamos tudo ao nosso redor, quer se fazer de desentendida por algum motivo.


3º você é a primeira pessoa que diz (faz) isso.
Mulher sabe que homem gosta de ser primeiro em alguma coisa, meio que usamos isso para valorizar o “passe”.


4º - Jamais ia comentar isso com minha amiga.
Não importa o que seja, desde um segredinho bobo ou um mais picante, sério ou não... nós sempre contamos uma para a outra.


5º Não me incomodo de pagar a conta.
No fundo a gente se incomoda sim, até as mais moderninhas, lá no fundo sentem uma sensação de “bem que ele poderia ter pago”

6º Não quero nada com ele não.
Mulher nenhuma fica com alguém sem expectativa de alguma coisa, mesmo as mais descoladas, vão sentir uma vontade de terem algo, mesmo que não seja um compromisso de fato, mulheres são carregadas de intencionalidades, só tente descobrir qual é...(boa/ruim)


7º Tem um cara me paquerando.
Em alguns casos existe mesmo, ai nós aproveitamos para comentar (geralmente sem necessidade) e se sentir valorizada, mas se não tiver, não tem problema a gente cria uma situaçãozinha light só para ele não deixar de nos dar um pouco de atenção...

8º Não me importo de você sair só você e seus amigos.
Ainda se fosse para ir à casa do “amiguinho” jogar xadrez, tudo bem, mas as demais programações que envolvam principalmente a visibilidade de outras pessoas, incomoda muito!

9º Eu confio no meu taco.
Mentira que contamos para nós mesmas, o maior pavor de uma mulher é concorrência.



10º Não precisava nada não.
Justo naquela data “especial” precisa sim, claro, mulheres dão maior pontos em ocasiões, datas, festividades, aniversários e etc. Já basta que homem é naturalmente desligado dessas coisas, no mínimo, tem que fazer uma “média” e fingir que lembrou.
Como eu disse existem milhões de besteirinhas que "dizem" que as mulheres mentem, mas acho que isso esta mais perto da realidade da maioria, as demais são meio especificas né?! Você tem mais alguma para compartilhar!?


Mundo de Prii por @Pris_Hora

sexta-feira, 1 de abril de 2011

O que toda garota gosta?

O que toda garota gosta?
Acredite, essa é fácil. Gostam de tudo que dure no máximo 10 minutos.

Gostamos de abraços apertados, chocolates, uma mensagem no celular, uma ligação sua que diga apenas uma frase, um bilhetinho fofo, fotos, um olhar. Até no futebol, damos maior valor ao gol, e não ao cara de ficou 20 minutos driblando e não deu em nada. Sim, somos feitas de momentos, de detalhes, de sorrisos e cada gesto simples. Gostamos de flores porque o tempo de vida delas é curto, mas o significado de ganhá-las é muito grande. Gostamos de música, porque nenhuma dura mais que 6 minutos mas nos fazem pensar em você o dia todo. Um sabor,um beijo, um toque, uma palavra,um olhar, tudo simples, irá descobrir que me agradar não é difícil.

Depois de ler isso, não diga que somos complicadas...


A primeira decepção


Filho:
Mamãe, meu coração tá doendo, passa pomada?
- com uma certa preocupação, a mãe pergunta -


Mãe:
Seu coração filho? como assim ? o que aconteceu?
Filho:
Não aconteceu nada mamãe, começou a doer do nada, mas tá doendo muito, passa a pomadinha !


Mãe:
Não tem como passar pomada no coração filho, o que você tava fazendo quando começou a doer?
Filho:
Eu tava conversando com a laura, lá no balanço da escolinha, Aí ela me contou que gostava do Hugo, aquele meu amigo que vem sempre aqui em casa. Aí quando ele passou perto dela, ela levantou do balanço e foi atrás dele e me deixou sozinho, aí o meu coração começou a doer, e ta doendo até agora.
- A mãe assustada, não sabia o que dizer ao filho e então simplismente o abraçou e sussurou no ouvido dele. -


Mãe:
Filho, você conheceu o amor.

- O filho meio sem entender, perguntou. -



Filho:
O amor? mais você sempre disse que o amor era uma coisa boa, e então porque ele está machucando meu coração?


Mãe:


Não são todos aqueles que sabem valorizar o amor, e quando esse amor se oferece para alguém, e esse alguém não dá valor, o amor fica triste e volta pra sua casinha, que é o coração, e pra o amor entrar de novo no coração, deixa um machucado bem grande nele. E esse machucado que fica no coração, se chama decepção.


Pedro D. Picardi Martins
























,