quarta-feira, 8 de junho de 2011

Um pesadelo


Tranquei a porta do banheiro, precisava ficar sozinha, tirei minha roupa e entrei embaixo do chuveiro fazendo com que as lágrimas se misturassem com a água, fazendo com que o choro ficasse abafado. Eu estava desesperada não sabia mais para onde ir, nem de onde tirar forças para continuar, eu implorava por ajuda, mas ninguém me escutava, era tudo em vão, meus gritos, meus arranhões, meus gemidos, minhas lágrimas, minhas palavras, nada tinha importância, não havia sentido. Mas eu permaneci ali, vendo a água escorrendo, observando cada mínimo detalhe. Eu fechei os olhos e me deixei ser guiada pelos meus sonhos. Eu sonhei que você estava ao meu lado, me envolvendo com seus braços, e me pedindo um beijo, era perfeito e por um instante eu achei que realmente fosse verdadeiro, que tudo ali era real, nós estávamos em um parque, havia crianças e adultos brincando, era o dia mais lindo, você estava do meu lado e era a única coisa que me importava, eu tinha seus abraços os quais eu tanto desejava. Mas de repente apareceu um homem de preto e vermelho e levou você, o céu ficou preto, não havia mais ninguém no parque a não ser eu, eu estava com medo, mas tudo que me importava era ir atrás do meu amor, e eu fiquei ali parada gritando por você, eu gemia de dor, mas não podia levantar, algo me impedia de correr atrás de você, eu chorava e tentava sair, mas era inútil, ele ria de mim, e você nem olhou para trás. Acordei assustada, olhei no relógio era 21h21min, eu ainda estava no banheiro, na mesma posição em que havia pegado no sono, então sussurrei “foi apenas um pesadelo” 

Cauãna Elerbrock

Nenhum comentário:

Postar um comentário