quarta-feira, 8 de junho de 2011

A espera de um final feliz



Agente não se entende, não se fala, não se ama. Agente não se odeia, agente nem se olha. Somos opostos, que querendo ou não nos completamos, e na nossa opinião isso é clichê o bastante para não aceitarmos que é realidade, mas nós não sabemos, nem pensamos. E nem nos importamos. Você é frio, eu sou quente. Você sabe, e talvez eu não. Nós nos amamos, e sofremos. E hoje cantamos a mesma melodia silenciosa do engano e da decepção. Agora estamos em caminhos separados, buscando o tão esperado ‘‘final feliz’’ que parece nunca chegar. E acreditamos que no final há uma luz que ainda não enxergamos, mas que precisamos alcançar.

unsaidthings7

Nenhum comentário:

Postar um comentário