segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Meu pequeno príncipe






Escrevo a ti no escuro, só com um raio de luz de vela a iluminar esse papel, já escrevi muitas e muitas cartas mas nenhum foi de meu agrado, papeis e papeis amassados tomam o chão do meu quarto, sei que me observas e sorrio ao pensar nisso, pela veneziana posso ver os primeiros indícios de noite lá fora, o sol baixo e de um alaranjado tipico de inverno os pássaros voando a voltar para suas devidas arvores a qual usam de morada.
A nossa cama continua exatamente como você deixou da ultima vez, o lençol afundado do lado em que eu dormia e o seu, o seu quase intocável, não sei como você conseguia ser tão sereno dormindo meu amor, ontem eu me vi exaurida, eu cedi, eu jurei eu sei, mas eu não consegui, as lagrimas vieram meio que sem querer, me perdoe meu amor, não me repreenda, você sabe que eu sempre fui um tanto fraca, você era minha rocha, era não, é, olha eu sendo toda boba de novo, eu sei que em um momento como esse você me repreenderia, sei que continua comigo e que vai permanecer assim.
Ai, eu sou tão distraída, me perco em pensamentos e diálogos com você nessa carta e esqueço que quem lê-la não vai entender a profundeza da nossa historia, mas você sabe amor, sempre fui tão egoísta, não sei se conseguiria dividir nossa historia tão linda com desconhecidos, digo apenar que você foi o que nenhum outro havia sido que penetraste mais profundo de tal forma que eu não consegui mais arrancar-te de mim, só o que eu digo.
Eu anseio tanto em te encontrar e já esta tudo preparado, passei um café fresquinho e limpei o chão com aquele desinfetante de alfazema que você tanto gostava, isso só pra os desconhecidos que adentrarão esse apartamento depois que eu partir, a cozinha guarda uns pratos no armário afinal talvez eles queiram fazer um lanche enquanto resolvem nosso mistério você sabe como os policiais são folgados hoje em dia né amor?!
Receio ter que me despedir amor, á sim, o por que de eu escolher justo o alto de um prédio pra te encontrar? Você sabe meu pequeno príncipe, você adora voar, vou experimentar isso uma vez antes de ir ao seu encontro, me aguarde, logo me encontrarei em seu braços quentes, no inferno ou paraíso, agente se encontra meu amor. Junto com essa carta deixo nossa foto, nossa ultima foto”

Elasójackdaniel’s

Nenhum comentário:

Postar um comentário