quarta-feira, 2 de junho de 2010

MENTIRAS!

É, a característica das mentiras é que elas têm o poder tanto de amenizar uma situação quanto de criar grandes problemas. Por exemplo: uma mentirinha para mãe, dizendo que vai dormir na casa de uma amiga quando, na verdade, você vai para uma balada tem grandes probabilidades de causar muito menos estragos do que mentir sobre a paternidade de uma criança. Será? Parece que existem mesmo mentiras e mentiras... A rigor, mentir é só dizer alguma coisa que não corresponde à realidade. Segundo o terapeuta, no entanto, a mentira pode aparecer de diversas formas. Algumas, bem comuns.


Veja só quantos disfarces têm as mentiras:

Ocultação da verdade
Um dos métodos mais práticos, nem sequer há o trabalho de inventar uma história. A pessoa simplesmente evita abordar diretamente a questão, conduzindo o assunto para outro tópico e/ou direção:
_ Você está me traindo com o Ricardão ?
_ Toda vez que você tem um problema no trabalho, vem descontar em mim. Acha que não tenho sentimentos ? Que essa desconfiança toda não me magoa ?

Falsificação da verdade
É aquela mentira mais descarada, que exige grande controle das emoções. Na verdade, é uma encenação de grandes mentirosos, quem não querem mesmo ser desmascarados.
_ Você está me traindo com o Ricardão ?
_ Eu ?! Como você tem coragem, seu canalha ! Você é que chega com o colarinho manchado e esse perfume barato da Ricardona !!

Contar a verdade de tal forma que pareça mentira
Em geral, neste caso, a verdade é apresentada em tom de sarcasmo e ironia, o que faz com que você acabe duvidando da sua veracidade:
_ Você está me traindo com o Ricardão ?
_ Claro que sim ! Pensei que você soubesse, já que ele é seu sócio. Aliás, deveria até agradecer a ele, pois só assim consigo suportar esse casamento...

Adiar a resposta
Muito comum, principalmente quando o mentiroso não está em condições de elaborar a mentira.
_ Você está me traindo com o Ricardão ?
_ Adoraria dar a resposta que você merece, mas as crianças estão para chegar e esse não é nem o momento, nem o lugar para este tipo de discussão.

E assim vai...Existem uma infinidade de formas que as pessoas encontram para não encarar a verdade. E há quem diga por aí que as mulheres têm muito mais habilidades para mentir que os homens. Será mesmo? Dessa vez a ciência está do nosso lado, ou melhor, a ciência preferiu ser neutra. Os especialistas dizem que ambos os sexos têm os mesmos recursos para mentir, ou seja, mentir é um ato puramente individual.


Conheça algumas alterações corporais que podem ajudar a identificar quem está mentindo:

Nos olhos

Geralmente, em uma situação de alto estresse como a mentira, a pessoa não consegue ficar com os olhos fixos na outra enquanto conta a história. Por isso, fica olhando para os lados, para baixo, tentando evitar encarar de frente a sua vítima. Muitas vezes, pode ocorrer do mentiroso piscar com mais freqüência, em função da rapidez do fluxo dos seus pensamentos.

Na pele
Uma frase muito comum: “Nossa, você mente e nem fica vermelho”. Pois é, a mudança de coloração na pele não é apenas uma lenda. Em situações de estresse, a adrenalina pode ficar a mil, o sangue circula mais rápido e é por causa disso que a pele fica avermelhada.

Nos pés
Na maioria das vezes, quando conta uma mentira, a pessoa quer terminar o mais rápido possível, por medo de se confundir caso a conversa se estenda. Na pressa e com ansiedade, o corpo reage com aquelas batidinhas dos pés no chão. Pode acontecer também de os pés ficarem apontados para a saída do ambiente em que a pessoa se encontra, o que pode demonstrar um desejo de fuga, ou seja, de sair daquela situação.

Transpiração
A transpiração é um ótimo sinal de uma situação muito tensa. Essa é uma das características muito difíceis de serem escondidas, mas para “mentirosos profissionais” nada é impossível.

Comportamentos da fala
Geralmente, se o “mentiroso” está muito estressado com a situação, ele tende a contar a história mais rápido, aumentando o ritmo da fala. Os lábios podem ficar secos e a pessoa vai umedecê-los constantemente com a língua. As risadas nervosas, meio forçadas, revelam que a pessoa está precisando fazer um esforço enorme para movimentar os lábios e também são indicadoras de que algo está errado.

O doutor Henrique Vieira Filho também não acredita nesses sinais corporais como identificadores de uma mentira. Para ele, é tudo muito subjetivo e varia de pessoa para pessoa. “Mentirosos contumazes costumam ser pessoas muito simpáticas e charmosas, justamente por viverem das aparências; jamais demonstram a mentira no olhar ou no rosto”, diz o terapeuta.


Alguns exemplos de mentiras reveladoras...

HOMENS
"Não quero me comprometer"

Homens se separam e logo se casam de novo, mais rápido do que as mulheres. Homens não ficam sozinhos, precisam da energia feminina. Mas atenção: eles só se comprometem quando confiam...

"Trabalho demais, por isso fica difícil nos encontrarmos frequentemente"
Mentira. Quando eles estão interessados, dão um jeito no trabalho. Faltou interesse.


MULHERES "Estou sem tempo"
Mentira. Ela não se interessou ou quer mais atenção. Insista até ter certeza de uma das duas possibilidades.

"Trabalho tanto que não tenho tempo para nada"
Ela quer ser elogiada pelo trabalho e talento. O homem deve perceber isso e perguntar sobre as atividades dela. Ela arrumará tempo sim, caso contrário, não está interessada.

Agora você já tem algumas dicas para saber se está sendo uma vítima das mentiras que correm soltas por aí. Se você anda com alguma desconfiança, tá na hora de ficar um pouco mais ligada!


site:delas.ig.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário